Quarta, 12 de dezembro de 2018
LS Landri Sales Publicidades
Geral

25/02/2018 ás 22h00 - atualizada em 25/02/2018 ás 22h05

Gustavo Rodrigues

Landri Sales / PI

Gestores reúnem-se com presidente do BNDES na APPM
O prefeito Aurélio Sá também esteve presente na reunião.
Gestores reúnem-se com presidente do BNDES na APPM
Foto/reprodução/APPM

A Associação Piauiense de Municípios (APPM) recebeu nesta sexta-feira (23), a visita do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello, intermediada pelo deputado federal, Júlio Cesar. O encontro reuniu o presidente da APPM, Gil Carlos, o prefeito Aurélio Sá e demais gestores, presidente da Eletrobras, Arquelau Amorim, e equipe técnica do banco, no sentido de viabilizar um projeto para acabar com as gambiarras elétricas nos municípios.


Paulo Rabello, presidente do BNDES, explica que os municípios têm pelo menos sete linhas de crédito que podem ser acessadas pelos prefeitos, destacando pontos como a mobilidade urbana e iluminação pública, que apresenta uma dupla finalidade, se aliada à questão da segurança. Nesse caso, seria realizada a implantação de uma rede mais econômica, proporcionando de maneira imediata retorno de dinheiro para o tesouro municipal, e após a substituição dos postes, seriam acopladas câmeras de segurança interligadas à delegacia local, de forma a poder providenciar informações sobre a área em questão.


“São inúmeras coisas que podem ser realizadas entre a parceria do BNDES com os municípios. Nós iremos não só fazer o processo de informar, como também de viabilizar soluções financeiras para melhoria das gestões. E nos solidarizamos com esse objetivo, em particular, da Eletrobras, de buscar soluções viáveis que levem à possibilidades de realizar uma obra de eliminação de gambiarras e estabelecimento de processos regulares de utilização de energia com ganhos para todos”, afirma o presidente do BNDES.


Durante a reunião, também foi esclarecido que os gestores podem optar por ingressar em questões como o saneamento e resíduos sólidos, acelerando o consorciamento de mais de um município, estabelecendo uma estação processadora facilitando e tornando mais econômico o recolhimento e processamento do lixo, na área para equipamentos turísticos, uma vez que esse é um recurso que vai incrementar e fomentar a presença de turistas nas respectivas cidades, na Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), que é uma linha voltada para a gestão pública, com intuito de melhorar a capacidade de recolhimento de arrecadação de impostos por parte do município, e também a linha de titulação fundiária, um incremento no capital social de posse daqueles que hoje não tem o papel que documenta a posse regular do respectivo imóvel.




FONTE: AsCom /APPM

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium